Outubro, Mês do Envelhecimento Ativo

Envelhecimento Ativo

A Organização Mundial da Saúde define Envelhecimento Ativo como o processo de otimização das oportunidades para a saúde, participação e segurança, para melhorar a qualidade de vida das pessoas à medida que envelhecem.

Os três pilares fundamentais do envelhecimento ativo são a saúde, a participação e a segurança, sendo que sem saúde é mais difícil participar, a falta de participação, envolvimento e reconhecimento social prejudicam a saúde e favorecem a depressão, o isolamento e a doença, e a proteção e segurança são fundamentais, na prevenção dos acidentes, quedas e fraturas, na prevenção do abuso, da violência e do mau-trato, e da desconsideração, abandono e marginalização de que muitas pessoas infelizmente ainda são vítimas, com consequências devastadoras na sua saúde, auto-estima e auto-realização.

aumento da esperança média de vida, com saúde e independência, o mais tempo possível, deve ser encarado como um objetivo a atingir e uma oportunidade em qualquer idade e constitui um dos maiores desafios do nosso tempo, para que o envelhecimento seja uma experiência positiva e para que as pessoas e os poderes decisores invistam no potencial humano, para o bem-estar físico, social e mental ao longo do curso da vida.

promoção da saúde, através da atividade física regular, de uma atividade mental estimulante, uma alimentação mais rica em fruta, legumes, fibras e peixe, com pouco sal e pouco açúcarsem abuso de bebidas alcoólicas ou outras substâncias nocivas, e sem tabaco, a par de uma vida afetiva e de relações sociais equilibrada, fraterna, caridosa e satisfatória, e de uma adequada gestão do stress da vida diária, faz ganhar anos à vida e qualidade de vida para os anos que se ganham.

Se ter saúde significa um bem-estar físico, mental e social, a palavra ativo veio contribuir para um enorme progresso na forma dinâmica como encaramos as pessoas mais velhas, refere-se à participação contínua nas questões sociais, económicas, culturais, espirituais, religiosas e ao reconhecimento pela sociedade como cidadãos de pleno direito, e não apenas à capacidade de estar físicamente ativo ou de fazer parte da força de trabalho. As pessoas não devem ser consideradas como “inativas” ou “improdutivas” só porque se reformam. Pelo contrário, devem ser estimuladas e poder ter oportunidades para se manterem num contexto de interdependência, complementaridade e solidariedade entre gerações, que vai muito para além das trocas de bens, mais ou menos recíprocas.

O conceito de “envelhecimento ativo” da Organização Mundial da Saúde procura transmitir uma mensagem mais abrangente do que “envelhecimento saudável”, e reconhecer, que além da idade e dos cuidados com a saúde, muitos outros fatores individuais, familiares, sociais, ambientais, climáticos, de desenvolvimento ou de conflito, influenciam e determinam o modo como os indivíduos e as populações envelhecem.

Fonte: DGS e Fundação Portuguesa de Cardiologia

Sabia que…

Portugal, assim como outros países da Europa, tem vindo a registar nas últimas décadas profundas transformações demográficas caracterizadas, entre outros aspetos, pelo aumento da longevidade e da população idosa e pela redução da natalidade e da população jovem.

Em 2015, as pessoas com 65 ou mais anos representavam 20,5% de toda a população residente em Portugal. Neste mesmo ano, a esperança de vida atingiu os 77,4 anos para homens e 83,2 anos para as mulheres (PORDATA, 2016). O índice de envelhecimento em Portugal passou de 27,5% em 1961 para 143,9% em 2015 (PORDATA, 2015), o que naturalmente exerce um forte impacto na sociedade como um todo e exige adaptações e respostas em diversos níveis, nomeadamente por parte dos seus sistemas de suporte, como é o caso dos sistemas de saúde, segurança social, educação, justiça e transportes.

Muito embora o aumento da longevidade da população portuguesa seja um facto apreciável, a qualidade dos anos de vida ganhos apresenta ainda um potencial para melhorar. Considerando o conceito de Envelhecimento Ativo proposto em 2002 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) (World Health Organization, 2002), esta melhoria dependerá muito do empenho de cada um, enquanto agente da sua própria saúde, participação e segurança, e da sociedade como um todo, de forma a que sejam garantidas as oportunidades para tal, à medida que as pessoas envelhecem.

Em matéria do envelhecimento ativo e saudável, Portugal está comprometido com a Estratégia e Plano de Ação Global para o Envelhecimento Saudável da OMS e com os valores e objetivos fundamentais da União Europeia (UE), que contemplam a promoção do envelhecimento ativo e estão refletidos em iniciativas como as Propostas de Ação da UE para a promoção do Envelhecimento Ativo e Saudável e da Solidariedade entre Gerações (Decisão n.º 940/2011/U, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 14 de setembro).

Fonte: DGS 

Prevenção do declínio funcional

A fragilidade é uma síndrome relacionada com o processo de envelhecimento que descreve o estado de “reserva funcional limitada” ou “incapacidade de integrar respostas face ao stress”.

Prevenção de quedas

Quedas são normalmente definidas como situações em que “inadvertidamente se chega ao chão ou a outro nível inferior, excluindo a alteração intencional para a posição de descanso, em móveis, paredes ou outros objetos”.

Dias Comemorativos:

  • 01 De Outubro – Dia Internacional do Idoso
  • 01 De Outubro – Dia Nacional da Água
  • 02 De Outubro – Dia da Não-Violência
  • 04 De Outubro – Dia Mundial do Animal
  • 04 De Outubro – Dia Mundial da Paralisia Cerebral
  • 06 De Outubro – Dia Mundial do Sorriso
  • 10 De Outubro – Dia Mundial da Saúde Mental
  • 11 De Outubro – Dia Mundial do Combate à Obesidade
  • 12 De Outubro – Dia Mundial da Visão
  • 12 De Outubro – Dia Mundial da Artrite
  • 14 De Outubro – Dia Mundial dos Cuidados Paliativos
  • 15 De Outubro – Dia Mundial da Lavagem das Mãos
  • 16 De Outubro – Dia Mundial da Alimentação
  • 16 De Outubro – Dia Mundial da Coluna
  • 17 De Outubro – Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza
  • 18 De Outubro – Dia Mundial da Menopausa
  • 20 De Outubro – Dia Mundial da Osteoporose
  • 20 De Outubro – Dia Mundial de Combate ao Bullying
  • 21 De Outubro – Dia Internacional do Preguiça
  • 22 De Outubro – Dia Internacional da Gaguez
  • 24 De Outubro – Dia Municipal para a Igualdade
  • 27 De Outubro – Dia Mundial da Terapia Ocupacional
  • 28 De Outubro – Dia Mundial da Terceira Idade
  • 29 De Outubro – Dia Mundial da Psoríase
  • 29 De Outubro – Dia Mundial do AVC
  • 30 De Outubro – Dia Nacional de Prevenção do Cancro da Mama

Sugestões: