Dezembro, Mês da Alimentação

A Roda dos Alimentos é uma imagem ou representação gráfica que ajuda a escolher e a combinar os alimentos que deverão fazer parte da alimentação diária. É um símbolo em forma de círculo que se divide em segmentos de diferentes tamanhos que se designam por Grupos e que reúnem alimentos com propriedades nutricionais semelhantes. A Roda dos Alimentos Portuguesa foi criada já em 1977 para a Campanha de Educação Alimentar “Saber comer é saber viver”. A evolução dos conhecimentos científicos e as diversas alterações na situação alimentar portuguesa conduziram à necessidade da sua reestruturação. A nova Roda dos Alimentos agora apresentada mantém o seu formato original, pois este é já facilmente identificado e associa-se ao prato vulgarmente utilizado. Por outro lado, e ao contrário da pirâmide, o círculo não hierarquiza os alimentos mas atribui-lhes igual importância. A subdivisão de alguns dos anteriores grupos e o estabelecimento de porções diárias equivalentes constituem as principais alterações implementadas neste novo guia.

Saiba mais 

Saiba mais…

REACT-COVID: Inquérito sobre alimentação e atividade física em contexto de contenção social

As razões para a alteração de hábitos alimentares parecem concentrar-se, em torno de 3 eixos. A mais importante, relacionada com o confinamento e com alteração de horários de trabalho e do modelo de compras, ou seja, o estilo de vida a que as pessoas foram obrigadas. Um segundo eixo, associado ao stresse vivido e alterações do apetite e, um terceiro eixo, associado ao receio com a situação económica. Por oposição, a relação entre a alimentação e a COVID-19, ou o risco de contrair a doença, não foram drivers fortes na mudança do comportamento face à alimentação.

Os dados relativos à prática de atividade física apontam para um quadro em que 60.9% da população reporta níveis baixos de atividade física, 22.6% são moderadamente ativos e 16.5% reporta níveis de atividade física elevados. Quando comparamos estes resultados com estudos populacionais anteriores,  verifica-se, em tempos de confinamento:

  • Aumento considerável da prevalência de pessoas com níveis baixos de atividade física (quase duplicou).
  • Diminuição da prevalência de pessoas com níveis elevados de atividade física.

REACT-COVID

Fonte: Direção geral de Saúde

6 Regras para uma Alimentação Saudável nas Crianças

1- Comer mais fruta e hortícolas

Comer fruta e hortícolas nas quantidades necessárias é a regra de ouro da alimentação saudável.

2- Beber mais água e menos bebidas açucaradas

As bebidas açucaradas (bebidas refrigerantes, néctares e sumos de fruta) são um dos produtos alimentares que mais contribuem para a ingestão de açúcar nas crianças e adolescentes.

3- Evitar o “lixo alimentar”, em particular os snacks hipercalóricos, ricos em sal, açúcar e gordura

Estar mais tempo em casa pode ser sinónimo de comer mais e, em particular, de comer com mais frequência ao longo do dia e de optar por snacks menos saudáveis. Mais vale não os ter em casa do que instituir regras difíceis de cumprir nestes dias já difíceis.

4- Leite e derivados todos os dias mas na dose certa

O leite e derivados (iogurte e queijo) são alimentos importantes para o crescimento e desenvolvimento das crianças. São fonte de nutrientes essenciais como o cálcio e outros minerais e vitaminas. A quantidade diária não deve ser superior a 400-500 ml.

5- Fazer uma alimentação completa, variada e equilibrada, seguindo os
princípios da Roda dos Alimentos

Devemos incentivar as crianças a comer alimentos de cada grupo da Roda dos Alimentos e beber água diariamente. Comer em maior quantidade alimentos dos grupos com maior dimensão e em menor quantidade alimentos dos grupos mais pequenos.

6- Ensinar os mais novos a comerem bem e a cozinhar saudável 

Use o seu tempo livre para ensinar os mais novos a cozinhar de forma saudável

Vamos pôr a Alimentação Saudável ON em casa

Fonte: Direção Geral de Saúde

Dias Comemorativos:

  • 01 De Dezembro – Dia Mundial de Luta Contra a Sida
  • 03 De Dezembro – Dia Internacional das Pessoas com Deficiência
  • 03 De Dezembro – Dia Internacional dos Portadores de Alergia Crónica
  • 04 De Dezembro – Dia Nacional da Pessoa com Esclerose Múltipla
  • 05 De Dezembro – Dia Internacional do Voluntariado
  • 10 De Dezembro – Dia Internacional dos Direitos Humanos
  • 20 De Dezembro – Dia Internacional da Solidariedade Humana

Sugestões: